29 de dezembro de 2017

O retorno do Boteco Carioquinha

Amigos confessos,

Dentro daquelas famosas comemorações de final de ano com amigos e familiares, tive o prazer de voltar ao Carioquinha, bar mais do que conhecido e querido pelos apreciadores de uma boa cerveja, como é o nosso caso.

Após o triste incêndio que destruiu parte da sua estrutura em setembro desse ano, o bar deu a volta por cima com a ajuda da comunidade cervejeira e está de volta trazendo para a Lapa a melhor opção pra quem quer curtir a boemia degustando mais de 300 rótulos.


Vale lembrar que é um dos poucos lugares do Rio onde é possível encontrar alguns rótulos da Brewdog à disposição dos clientes, algo raro de se encontrar por aqui. O Sérgio, sócio do local, nos disse que novas compras estão previstas para 2018 da cervejaria escocesa. Portanto, agora é aguardar e enquanto elas não chegam, vale e muito visitar um dos primeiros locais e um símbolo da resistência pela cultura da boa cerveja no Rio.

Vamos ao confessionário dessa visita mais do que especial ao novo Carioquinha! Vida longa pra ele!

Comecei a noite experimentando a Perigoso Beach Wheat da Malte Carioca. Uma refrescante Witbier de 4% ABV e 15 IBU. Na sequência, foram:

Drew & Steve's Imperial Mutt Brown Ale (Spotlight Series) da Stone Brewing: Estilo: Brown Ale - Imperial / Double com 9% ABV 45 IBU;

Imperial Mutt Brown Ale 

Big Worse da Mikkeller: Estilo:  American Barleywine  com 12% ABV e 70 IBU;
Big Worse
20th Anniversary Encore Series: Stone 08.08.08 Vertical Epic Ale da Stone Brewing: Estilo: IPA - Belgian com 8.9% ABV 45 IBU;
Vertical Epic Ale

India Ale da Samuel Smith's Old Brewery: Estilo: IPA - English com 5% ABV 46 IBU;

India Ale
Imperial IPA da Cervejaria Schornstein: Estilo: IPA - Imperial / Double com 8.5% ABV e 85 IBU.

Aproveito pra desejar a todos os amigos do Confesso que bebi um feliz 2018 de saúde e cerveja boa! Nos vemos por aqui ano que vem!

Slàinte!

0 papos de boteco: